Parceiros & Amigos !

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Doença da Pinta Preta




Infelizmente a época de criação não nos trás só alegrias. Esta semana me deparei com um problema que com certeza ocorre em vários criadouros do Brasil e do Mundo; a morte prematura de um filhote. Participo de vários fóruns de discussão, um deles é o Fórum Canaricultura Tuga, de Portugal. Levantei o questionamento sobre qual seria a causa morte do filhote.


Este filhote foi o primeiro dos três que nasceram e apenas com dois dias de vida morreu. Seus irmãos de ninho continuam bem até hoje, já com quase dez dias. O que mais me chamou à atenção foram as duas manchas que pude observar no abdômen do filhote. Como não pude mandar fazer uma autopsia no filhote, ficaram as dúvidas quanto à verdadeira causa da morte.

Eu mencionei que poderia ser o mau da pinta preta e também recebi mensagens dizendo que poderia ser uma infecção intestinal seguida de hemorragia. Vou transcrever abaixo o que seria a Pinta Preta ou a Proventriculite e com isso os amigos podem também fazer suas análises e tirar suas conclusões; a matéria foi retirada do site Criadouro Kakapo escrito por José Luiz Amzalak, revista ABC 2006.

“A Proventriculite é uma inflamação do proventrículo causada por bactérias e que pode levar a morte dos filhotes, normalmente, até o sétimo dia. Por este fato, os criadores na Itália costumam chamá-la de “crise do sétimo dia”. O exame de filhotes mortos facilita a descoberta do mal: “No proventrículo cheio de alimentos não digeridos, na mucosa interna do órgão, uma secreção esbranquiçada que normalmente se encontra contaminada por infecções secundárias bacterianas”, como observa o médico veterinário brasileiro Dr. Francis Magno Flosi.

A cor escurecida e inchada na altura do proventrículo resulta exatamente do somatório da inflamação do proventrículo e do acúmulo de alimentos não digeridos. Como eles não são processados, o filhote fica inicialmente debilitado e, aos poucos, a fêmea deixa de alimentá-lo. A morte não decorre propriamente da inflamação do órgão, mas das doenças oportunistas, como a coccidiose, salmonelose e a colibacilose.

A doença em si nem sempre apresenta sintomas exteriores nos adultos, o que não significa que em caso agudo não chegue a matar. Uma boa parte das aves adultas é, hoje, portadora do mal, principalmente as fêmeas, que transmitem a doença através da postura dos ovos ou ao alimentar os filhotes. Em termos técnicos o “pontinho negro” nada mais é do que uma gastrite crônica micótica, também conhecida como micose 80, causada por uma megabactéria ainda pouco conhecida dos especialistas em aves e cuja cura está longe de ser descoberta. A origem da moléstia é causada pela microplasmose (Mycoplasma, bactéria gran negativa), que diminui a resistência da ave e abre caminho para a entrada no organismo da micose 80. Esta doença foi descoberta inicialmente em papagaios criados em zoológicos dos EUA. Infelizmente, a importação legal e ilegal de aves disseminou o mal por todos os países. Hoje, nenhum criador está livre dessa moléstia, mesmo que não tenha aves importadas em seu plantel...


Fonte do Texto e Imagem
http://silvanogueira12.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Araras Azuis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...