quarta-feira, 17 de março de 2010

Fura-Mato


FURA-MATO

Nome em inglês: Blue-throated Parakeet (periquito-de-garganta-azul)
Outros nomes: Blue-Throated Conure / Blue-chested Conure / Red-rumped Conure
Nome científico: Pyrrhura cruentata

Espécie relativamente grande, em média 29 centímetros, verde-escura, com nuca anegrada, os lados do pescoço destacando-se pela cor amarelo-ferrugínea e peito azulado, o fura-mato vive no interior de mata alta, quase sempre escondido entre as copas das árvores. É encontrado na zona litorânea do sul da Bahia até o Rio de Janeiro.

Capturada ilegalmente e bastante comercializada pelos traficantes de animais silvestres, a espécie acabou ameaçada de extinção. Para reverter essa condição, o fura-mato passou por um programa de reintrodução no Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, nos anos 70.

Os animais apreendidos pela fiscalização junto aos traficantes de animais eram libertados nas matas do Parque Nacional.

Contudo, devido à destruição de seu hábitat, o que leva ao isolamento das populações, a espécie continua a integrar a lista oficial do IBAMA de animais ameaçados de extinção (2001).





Fura-mato em detalhe ampliado do bloco da WWF-Brasil.

terça-feira, 16 de março de 2010

As Aves


A coruja é uma ave
De costumes muito estranhos
De dia ela fica parada
Pois não enxerga muito bem
De noite ela sai voando
E fica de vai e vem

O avestruz é uma ave grande
E como as emas, não voa não
Elas têm o corpo pesado
Por isso só ficam no chão.

O pingüim também é uma ave
Não voa, mas é bom nadador
Adora lugares gelados
Vive nos pólos
E não no Equador.


Augusta Schimidt

domingo, 14 de março de 2010

Rouxinol





Sejamos mais parecidos com o Rouxinol do que com a Cotovia. A Cotovia sabe cantar lindamente enquanto o sol ilumina e aquece. Mas o Rouxinol sabe cantar à noite, quando já não há luz nem calor, e canta através das trevas na ante-sala do amanhecer


Texto da web (A.D).

Araras Azuis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...