sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Cabecinha-vermelha (BM), Joaninha .


Além de ser uma das aves mais coloridas do Pantanal, também é das mais comuns ao longo dos rios, corixos e baías de toda a planície. Forma grupos de até algumas dezenas em comedouros, como no hotel em Porto Cercado e sobre as mantas de carne salgadas secando ao sol. Habita os saranzeiros da beira dos rios e, à noite, é possível vê-los dormindo nesses arbustos sobre o rio, alguns cobertos pelos bandos maiores. Durante o período de cheias, acompanham a subida das águas, atingindo locais distantes dos rios. Colonizam casas de fazenda e outras estruturas criadas pela ação humana, permanecendo o ano todo no local, quando há alimentação.
Apanham insetos, outros invertebrados e sementes no chão. Vivem em grupos durante todo o ano, embora haja forte disputas entre eles por espaço ou alimento.
Macho e fêmea são idênticos, com o característico vermelho da cabeça contrastando com o restante das cores e com o bico amarelo alaranjado. As aves juvenis saem do ninho com as costas e o babador acinzentados. Cabeça parda. Os filhotes estão com os pais nos bandos a partir de dezembro. Nos meses seguintes, começam a mudar e aparecem penas com as cores definitivas. Entre janeiro e julho, os juvenis estão com uma mescla de plumagem, parecendo estar “sujos”.


www.avespantanal.com.br
Imagem do google

Araras Azuis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...