O tempo Vida !

O tempo Vida !
Não se troca um amor velho por um amor novo.Banners original do blog

terça-feira, 3 de julho de 2018

Animais de estimação exóticos




Você quer ter um animal de estimação, mas não pensa em comprar ou adotar um cachorro ou um gato porque se interessa mais pelos animais de estimação exóticos? Esse texto vai falar tudo que você precisa saber na hora de comprar e cuidar dele, quais são as espécies liberadas pelo IBAMA e quais os procedimentos de compra e registro.

Existem anfíbios, aves, mamíferos e répteis que podem ser mantidos como animais de estimação exóticos, e eles variam não só nessas características, mas também no preço e nos cuidados como alimentação e vacinação, até o espaço que eles devem ter. Vamos contar tudo a seguir:

Animais de estimação exóticos a venda
Se você quer comprar animais de estimação exóticos, deve procurar uma loja (física ou online) autorizada e certificada pelo IBAMA. Essas lojas informam o tempo de vida, como é a dieta de cada animal, o tempo de gestação e outras informações importantes que você deve saber antes de decidir qual animal comprar. Veja algumas opções de animais exóticos a venda:


http://www.tudosobrebichos.com/animais-de-estimacao/animais-de-estimacao-exoticos/

Pássaros Exóticos


São chamados de pássaros exóticos os pássaros que são passeriformes (não Psitacídeos), que não tem sua origem em território brasileiro. Dentre os pássaros que fazem parte desse grupo estão Diamante do Gould, Calafate e Freirinha. Como esse tipo de pássaro realiza voos horizontais precisa de gaiolas mais compridas do que altas.

Uma gaiola para um casal de pássaros exóticos deve ter em média um comprimento de 70 cm, com largura e altura de 40 cm. Deve existir uma distância pequena entre os arames que compõem a gaiola uma vez que muitas espécies exóticas são pequenas podendo escapar por entre os arames. Lembre-se que o conforto desses pássaros é algo de extrema importância.

Com a alta extinção das aves, mas precisamente de pássaros, que são capturados ilegalmente nas florestas, o IBAMA instaurou uma lei que define quais espécies de pássaros podem ser mantidos como domésticos, elevando a preservação dos mesmos e colocando tudo dentro da devida lei.

Assim muitos pássaros são hoje considerados a nível doméstico, como os calopsitas, os canários, alguns tipos de sabias, entre muitos outros.


Até mesmo periquitos se enquadram nessa lista selecionada pelo IBAMA, exemplo disso está nos belos agapornes, entre muitos outros periquitos que conseguem levar uma vida saudável e protegida dentro das casas brasileiras, sob realmente a proteção humana.

Além é claro que os pássaros são ótima companhia, e encantam a todos com seus cantos, ajudando principalmente crianças na recuperação de doenças e motivando as mesmas todos dos dias com seus cantos e toda a alegria que trazem.

Os pássaros domésticos estão cada vez mais presentes em locais seguros de vendas, como enormes pets shops espalhadas por todo o país, e que garantem controle de natalidade na listagem do IBAMA.

http://animais.culturamix.com/informacoes/aves/passaros-domesticos




sexta-feira, 1 de junho de 2018

Belas Aves Exóticas





O lório arco-íris (Trichoglossus haematodus) é uma espécie de papagaio encontrada na Austrália, leste da Indonésia, Papua Nova Guiné, Nova Caledônia, Ilhas Salomão e Vanuatu. Na Austrália, é comum ao longo da costa leste. Seu habitat natural são florestas tropicais, florestas litorais e outras zonas florestais.
Várias aves tradicionalmente listadas como subespécies do lório arco-íris estão cada vez mais sendo consideradas espécies separadas. Pouca coisa distingue visualmente o macho da fêmea do lório, no entanto, para um observador atento à sua coloração e comportamento, o dimorfismo é facilmente perceptível.










Arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari), também conhecida como Arara Índigo, é um grande papagaio azul brasileiro membro de um grande grupo de papagaios neotropicais conhecido como araras.
A espécie foi descrita pela primeira vez por Charles Lucien Bonaparte em 1856. A arara-azul-de-lear tem 70 a 75 cm de comprimento e pesa cerca de 950 g. Suas penas são de um azul metálico com um toque fraco e muitas vezes pouco visível de verde, com uma mancha amarela no bico preto. Esta arara é rara

https://baudoluizinho.blogspot.com/2013/03/12-aves-exoticas-incriveis.html

terça-feira, 17 de abril de 2018

O MAÇARICO-DE-PAPO-VERMELHO




O maçarico-de-papo-vermelho (Calidris canutus) é uma espécie encontrada em todo o planeta. Ave migratória, percorre distâncias continentais todos os anos. Cada subespécie (existem seis) utiliza uma rota de migração diferente. Esta semana foi publicado um estudo realizado com a subespécie que migra entre a região norte da Rússia (onde se reproduz) e a costa oeste da África. Os resultados são preocupantes.

A neve está derretendo antes do previsto nas áreas de nidificação do maçarico-de-papo-vermelho. Cerca de duas semanas antes, em comparação com dados de 30 anos atrás. A diferença parece pequena, mas é suficiente para os filhotes de maçarico nascerem na época errada e perderem o período com maior quantidade de insetos, sua principal fonte de alimento. Como resultado os maçaricos não estão alcançando o tamanho adulto que alcançavam há três décadas. Seus bicos também estão menores.

Com a chegada do inverno na Rússia, os maçaricos voam para a África. Chegando lá os jovens maçaricos que não conseguiram atingir o tamanho ideal ficam em desvantagem. No litoral da África o alimento mais importante da dieta destas aves são mexilhões, que ficam enterrados no fundo da areia/lama. Apenas os maçaricos com bicos longos conseguem alcançá-los.

Muitos dos maçaricos mais nanicos, com bicos curtos, não sobrevivem. Esta é uma das prováveis causas do declínio nas populações de maçarico-de-papo-vermelho que tem sido observado nos últimos anos. Além disso, os pesquisadores preveem mudanças no formato do corpo dos maçaricos, devido às novas pressões de seleção. Na capa do post, a ave à esquerda representa um maçarico nos dias de hoje. A ave à direita é uma projeção de como serão os futuros maçaricos-de-papo-vermelho: menores e com bicos relativamente longos.




O estudo foi realizado por uma equipe internacional de pesquisadores e os resultados foram publicados na Science na última sexta-feira. Não é a primeira vez que o aquecimento global é apontado como causa para a redução do tamanho corporal de animais. Este fenômeno tem sido observado em um número cada vez maior de espécies.

 

Referências
Gardner, J.L., Peters, A, Kearney, M.R., Joseph, L., Heinsohn,

http://apassarinhologa.com.br/estas-aves-estao-encolhendo-por-causa-das-mudancas-climaticas/

Araras Azuis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...