O tempo Vida !

O tempo Vida !
Não se troca um amor velho por um amor novo.Banners original do blog
"É preciso quebrar a concha para conseguir a pérola".

domingo, 27 de janeiro de 2019

Marrecos da Carolina


Carolina -


Aix sponsa (sign; vestido de noiva)
O macho,é exuberante em sua plumagem adulta. A fêmea possui a plumagem igual a plumagem transitória do macho. A plumagem juvenil lembra a plumagem da fêmea, porém a barriga é mais listrada e manchada na cor amarelada e marrom.


HABITAT.

Habitat - América do norte a oeste de Cuba. Lagos de água doce, brejos, pântanos, rios calmos sempre rodeados por densa floresta.


ALIMENTAÇÃO.

Sementes, castanhas, plantas aquáticas, plantas forrageiras, pequenos moluscos e adoram pastar em terra firme. Em cativeiro, alimentam-se de ração de galinha, sendo: Até 1 mês ração inicial. Após 1 mês ração de crescimento. Na reprodução recomenda-se ração de reprodução ou postura.







Carolina Branco








REPRODUÇÃO.


A época de reprodução do marreco Carolina no Brasil é de setembro a dezembro, sendo que a maior parte dos casais começa a incubação em novembro. Normalmente a fêmea põe um número que pode chegar a 11 ovos sendo bastante comum encontrar um número de ovos bem próximo deste. Algumas vezes podem ocorrer duas posturas principalmente, se a primeira ninhada ocorrer no começo de setembro. Os filhotes são pardos no primeiro ano de vida possuem a coloração semelhante a da fêmea. Já no segundo ano está apto a reproduzir-se. É uma ave muito resistente, com baixa mortalidade. É necessário estar atentos quanto aos nascimento dos filhotes, se a fêmea ficar muito ciumenta, neste caso retira-se o macho para que ela não os machuque.




COMPORTAMENTO.


O Carolina é uma ave muito fácil de ser domesticada. A princípio, é arisco mas se for mantido em contato com movimento tornam-se bastante mansos. Existem relatos que o Carolina torna-se animal de estimação.





Carolina Canela






Disputa o título de marreco mais bonito do mundo, com o marreco Mandarim. Também realiza sua postura em ocos de árvores ou em caixas de madeira de 30 cm x 30 cm x 30 cm, que devem ser colocadas a certa altura do solo. A postura pode ocorrer duas vezes por ano. O período de incubação é de 28 a 30 dias, 37,6ºC.

Pesquisas via Internete e imagens google

Hoje sou águia







Sou independente,

porque tenho coração de águia

e voo com asas de anjo da guarda,

sobreponho-me a ideias fixas,

sobrevivo sobrevoando com o

meu ar de ave de rapina.



Não passo de figurino num elenco meio selvagem,

Nas cenas tanto faço de forte como de frágil,

Com cada dia que amanhece

ganho mais força e coragem,

Nas cenas cortadas, ainda há vestígios de

toda a minha difícil aprendizagem.



Não é fácil sentir desordem em todos os sentimentos,

Quando as peças se soltam, por conseguinte

não se encaixam,

Mas os obstáculos jamais me ultrapassam,

Apesar de sozinha, lutarei contra todos

a favor dos mais belos ideais,

Hoje sou águia, amanhã andorinha, mas caça jamais!



(Carla Costeira)

Poesia avelinas





"Somos donos de nossos atos, mas não donos de nossos sentimentos.
Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos;
Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos...
Atos são pássaros engaiolados, sentimentos são pássaros em vôo""


(Autor: Thaless)

Araras Azuis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...