terça-feira, 25 de agosto de 2009

Canários



-O Canário Silvestre(Serinus Canarius) é originário das Ilhas Canárias,dos Açores e da Madeira,e é a espécie mais importante por ter dado origem às diferentes raças de canários domésticos.

São aves de pequena dimensão,com aproximadamente 12 a 15 cm.Têm uma plumagem colorida e variada com tons amarelos e verdes cinza.O bico é forte,curto e cónico,adaptado a descascar as sementes que constituem o seu principal alimento.As asas são longas,terminando em ponta,e a cauda levemente bifurcada.

Os Canários habitam preferencialmente as regiões ricas em vegetação arbústica ou rasteira e com abundância de água,de clima pouco variado e seco.

Formam grandes bandos à procura de alimento,que ao chegar da Primavera,se começam a desfazer por os machos iniciarem o periodo de acasalamento,procurando as fêmeas com o seu espectacular canto.

Constituido o par,segue-se a construção do ninho,em arbustos ou árvores baixas,à base de pedaços de ervas,raízes finas,folhas secas,sendo o interior acabado com pêlos ou material macio.

O número de ovos de cada postura varia entre os três e os seis ovos e a sua incubação dura treze a catorze dias,tendo inicio,normalmente,ao terceiro ovo da postura.

Os filhos abandonam o ninho por volta dos dezassete dias e a sua independência total verifica-se uma a duas semanas mais tarde,após o periodo de aprendizagem da alimentação.

Os pequenos passarinhos vão-se reunindo em grupos a que se vão juntando também os casais que terminam a última postura,acabando assim uma época de criação,um ciclo de reprodução.

Os criadores mais experimentados utilizam o canário silvestre para melhorar certas raças,cruzando-o com o canário doméstico,sendo mais fácil a hibridação entre o macho silvestre e a fêmea doméstica.

A criação selectiva dos canários em cativeiro modificou em certos aspectos as caracteristicas do canário silvestre.Assim,a dimensão de algumas raças domésticas chega a atingir os 22 cm e a configuração corpórea é bem diferenciada nalguns casos.

Em relação ao canto há uma certa semelhança entre os canários silvestre e doméstico,embora o primeiro emita sons mais fortes e,por vezes,agudos e metálicos.

A duração média de vida de um canário é de oito a dez anos,embora sejam registados exemplos de canários que viveram vinte anos.


História

  • O primeiro documento conhecido que faz referência aos canários é o livro publicado em 1555,do autor Konrad Gessner,que lhes chama pássaros do acúcar,pensando que se alimentariam exclusivamente das folhas e colmos daquela planta.
  • Os primeiros conhecimentos sobre pássaros em liberdade devem-se ao naturalista Bolle.
  • Numa primeira fase o monopólio do comércio de canários pertenceu aos espanhóis.Primeiro como mercadoria trazida das ilhas canárias e,mais tarde,produto da sua reprodução em cativeiro.
  • Seguiram-se os italianos,que se teriam dedicado à criação e comércio de canários,com grande empenhamento.
  • Os navegadores holandeses tiveram uma influência extraordinária na difusão do canário na europa,pois nas suas viagens transportavam para familiares e amigos estas bonitas aves,que em pouco tempo se propagaram nos países baixos,ainda durante o século XV.Nessa altura só pessoas abastadas possuiam canários ou outras aves,pois os seus preços atingiam quantias fabulosas.
  • Em Inglaterra,a Rainha Elizabeth teria recebido com grande satisfação um grupo de canários que lhe fora oferecido por Walter Ralleigh,aquando do seu regresso a Inglaterra e,ordenou que se fizesse a sua criação no palácio real.A soberana também mostrou simpatia pela reprodução de canários,ao mandar colocar nos seus exemplares anilhas de ouro gravadas com o cunho real.
  • Em França o rei Luis XI por volta de 1480,mantinha canários nos seus aposentos reais.
  • No século XVII e prolongando-se até fim do do século XIX,os alemães foram as pessoas que mais se dedicaram à criação e exportação de canários,seleccionando a raça de canto.
  • A introdução do canário na Alemanha,deu-se pelo norte de Itália e ainda pelos Países Baixos.Os criadores proliferavam por toda a parte entre a população das mais diversas camadas sociais.
  • A Bélgica tem a sua ligação à história da canaricultura,com a origem,selecção e difusão de um canário de raça de canto,denominado Malinois.Mais tarde criaram o Bossu Belga que é o pai da grande maioria das raças de canários de grande porte.

Excertos retirados do livro"Guia moderno da Canaricultura"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Araras Azuis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...