segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Cuco A ave espertinha



Olá.

Você já deve ter percebido que neste mundo tem muitos espertinhos. Tem aquele seu colega que quer levar vantagem em tudo; aquela promoção que só você acha que está ganhando, mas que na realidade quem ganhar é o vendedor, enfim, são tantos exemplos. Talvez você não saiba, mas a natureza também tem seus truques. Não pense que só seres humanos são espertos e inteligentes.

Hoje vamos falar um pouco sobre as aves parasitas.

Cuco... cuco...
Quem nunca viu algum desenho, do Pica-pau ou Tom & Jerry, onde havia um relógio na parede “cantando” o tempo todo e não os deixava dormir? É quase um clássico não é?! Pois bem, aquele bendito cuco existe sim, é da ordem dos Cuculiformes e vive na Europa e Ásia.



Diziam os antigos que tais relógios eram feitos com a ave empalhada, mas a verdade é que a ave é entalhada na madeira. Porém, alguns humanos sarcásticos adaptaram a idéia e começaram a fazer piadas de mau gosto com as aves, como mostra a figura a baixo.


Fora da época do acasalamento o cuco leva uma vida solitária. Alimenta-se de pequenos invertebrados, sobretudo insetos. Larvas peludas de insetos são um de seus alimentos preferidos. Possui dimorfismo sexual, ou seja, macho e fêmea são diferentes, neste caso, quanto sua coloração.
Cuco (Cuculus canorus), macho e fêmea

O cuco é péssimo pai e prefere destinar esta tarefa a outras aves. Quando um pequeno deixa por instantes seu ninho, a fêmea do cuco retira um ovo e bota um dos seus no lugar. Essa operação leva poucos segundos.

Aparentemente as diferenças quanto ao tamanho e cor são bem nítidas, mas para a ave parasitada não tem importância. Ela ficará olhando por alguns instantes e voltará a incubar os ovos. Há casos onde o ovo do cuco é muito parecido com os ovos de outras espécies de aves parasitadas.


Geralmente, os ovos do pássaro hospedeiro requerem treze a quinze dias de incubação e o ovo do cuco apenas doze. Assim o filhote de cuco nasce primeiro.










Depois de 1 a 2 dias, o filhote de cuco joga os outros ovos para fora do ninho, erguendo-os nas costas, com o auxílio das asas. Se já tiverem eclodido, joga também os filhotes.


A “mãe adotiva”, supondo que o cuco é seu filho, cuida dele com todo o carinho. Com apenas três semanas ele já ocupa o ninho inteiro.






Aqui no Brasil também tem cuco, mas eles são diferentes morfologicamente comparados com seu primos europeus.

Fonte do texto e Imagens
http://danianderson.blogspot.com/2009/12/avespertinha.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Araras Azuis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...